Pular para o conteúdo

Vice Media entra com pedido de recuperação judicial para facilitar venda

A Vice Media entrou com pedido de recuperação judicial nesta segunda-feira (15) para facilitar a venda da empresa e proteger seu futuro, de acordo com documentos judiciais e uma declaração do grupo de mídia em dificuldades.A empresa, que publica sites de notícias, tecnologia e estilo de vida como Vice, Motherboard e Refinery29, fez o pedido no Distrito Sul de Nova York. O documento afirmava que a empresa tinha ativos e passivos entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão.Um grupo de credores, que inclui Fortress Investment Group, Soros Fund Management e Monroe Capital, fez uma oferta condicional por “substancialmente todos os ativos da empresa”, disse Vice.Os credores concordaram em fornecer aproximadamente US$ 225 milhões e assumiriam “responsabilidades significativas” após o fechamento do negócio.O processo de venda, que deve ser concluído nos próximos dois a três meses, permitirá que outras partes apresentem “ofertas maiores ou melhores” pela empresa, acrescentou. As entidades internacionais da Vice e a Vice TV, uma joint venture com a A&E Networks, não fazem parte do arquivamento do pedido de recuperação ou do processo de venda.O plano de vender a empresa ocorre semanas depois que a empresa anunciou uma grande reestruturação que resultará em dezenas de cortes de empregos e no fim de seu popular programa “Vice News Tonight”.As empresas de notícias, entretenimento e tecnologia foram atingidas pela queda na receita de publicidade nos últimos meses, levando várias a cortar suas forças de trabalho e fechar divisões não lucrativas.Em abril, o Buzzfeed disse que fecharia completamente sua divisão de notícias e, na semana passada, a Paramount Media encerrou o MTV News. Venda vai “fortalecer” ViceVice, no entanto, espera que a venda dê à empresa um novo sopro de vida.“Esse processo acelerado de venda supervisionado pelo tribunal fortalecerá a empresa e posicionará a Vice para um crescimento de longo prazo”, disseram os copresidentes executivos Bruce Dixon e Hozefa Lokhandwala.“Teremos uma nova propriedade, uma estrutura de capital simplificada e a capacidade de operar sem as responsabilidades herdadas que sobrecarregam nossos negócios. Estamos ansiosos para traçar um próximo capítulo saudável e bem-sucedido na Vice”.Segundo o processo judicial, a Vice tem mais de 5.000 credores. Os três credores envolvidos no processo de licitação forneceram US$ 20 milhões em dinheiro à empresa, juntamente com outros compromissos de financiamento.“A Vice prevê que esse financiamento, bem como o caixa gerado pelas operações em andamento, será mais do que suficiente para financiar seus negócios durante o processo de venda”, afirmou.“A empresa espera continuar a pagar os salários e benefícios dos funcionários sem interrupção e pagar fornecedores em condições normais.”Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.versão original Compartilhe: