Pular para o conteúdo

Trabalhador poderá não pagar imposto sobre PLR já no próximo ano, informa Lula

Durante os atos realizados pelas centrais sindicais para o Dia do Trabalhador e da Trabalhadora, nesta segunda-feira (1º), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que está estudando, já para 2024, a isenção de pagamento do imposto de renda sobre a PLR (participação dos lucros e resultados) do trabalhador.Dependendo do valor da PLR, é cobrado de 7,5% a 27,5% de imposto de renda sobre o benefício.“Se o patrão não paga imposto de renda sobre o lucro, se o patrão não paga imposto de renda sobre os dividendos que ele recebe, por que os trabalhadores têm que pagar imposto no PLR?”, questionou o presidente. Em reunião com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, Lula confirmou que está sendo estudada essa possibilidade, já para o próximo ano.“Da mesma forma que um patrão que ganha milhões, não paga sobre o lucro, o trabalhador não pode pagar imposto de renda sobre a participação dele no lucro da empresa.”O presidente informou também que até domingo (30), o trabalhador que ganhava acima de R$1.903 pagava o imposto de renda sobre o que ele ganhava acima de R$1.900.Agora, de acordo com Lula, o limite foi para R$ 2.640. “Então, até esse valor, ninguém vai pagar nenhum centavo de imposto de renda. E vocês sabem que eu tenho um compromisso de, ao terminar o meu mandato, a gente ter isenção de até R$ 5 mil”, disse. Compartilhe: