Pular para o conteúdo

quanto pode custar toda a celebração de coroação do rei Charles III

O fim de semana no Reino Unido é de festa e celebração para os fãs da família real, uma das britânicas mais ricas, mas também de alguma controvérsia. Enquanto se celebra a coroação do novo monarca, há quem lembre da atual crise e o custo de vida galopante que a população enfrenta.É um dos temas mais controversos da coroação de Charles III: quanto é que vai custar toda esta celebração aos cofres do governo do Reino Unido? De acordo com a imprensa britânica, o comitê da Operação Golden Orb, que está planejando a cerimônia, estimou um custo de 100 milhões de libras (mais 113 milhões de euros).No entanto, oficialmente, ainda não foi confirmado nenhum valor.Há 70 anos, a cerimônia para a coroação de Elizabeth II teria custado cerca de 1,57 milhões de libras (1,78 milhões de euros), o que, em preços atuais, equivale a 46 milhões de libras (52,25 milhões de euros).As celebrações deste sábado custam mais do dobro, apesar dos aparentes esforços para conter custos, como o número de convidado ser 25% do total de presentes em 1953.De acordo com a imprensa britânica, o governo enfrenta uma elevada pressão devido à atual crise de aumento do custo de vida que a população enfrenta, mas o executivo também pretende utilizar a cerimônia para se mostrar ao mundo.Em declarações à CNN Portugal, o antigo embaixador José de Bouza Serrano lembra que apesar da controvérsia e dos gastos com a coroação, a economia inglesa também vai ser beneficiada com a festa, graças ao merchandising e ao turismo. Muitos hotéis estão com a lotação esgotada para o fim de semana de celebrações.“Há gente que vem de fora e da própria Inglaterra, o que gera dinheiro na economia de Londres e na economia inglesa. Vão fazer uma fortuna só com o merchandising dos produtos com o rei e com a rainha“, garante Serrano. Uma das famílias mais ricas do Reino UnidoEm menos de um ano, o Reino Unido testemunhou três grandes eventos envolvendo a realeza: o Jubileu de Platina, o funeral de Estado da rainha Elizabeth II e a coroação do rei Charles III.Segundo a imprensa britânica, só no Jubileu de Platina da rainha Isabel II, em junho do ano passado, a Polícia Metropolitana de Londres gastou mais de 8 milhões de libras (9,07 milhões de euros) nas celebrações.De acordo com a CNN Internacional, os contribuintes britânicos estão com dificuldade em ver o “copo meio cheio”. O governo britânico vai voltar a gastar dinheiro com uma das famílias mais ricas do Reino Unido enquanto, em várias zonas do país, muitos cidadãos têm dificuldade em lidar com o aumento do custo de vida.Em toda a Grã-Bretanha, os salários reais, incluindo os bônus, caíram 3% em três meses, até fevereiro, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística.O governo britânico já fez saber que divulgará o custo final das celebrações depois das mesmas, uma vez que não é possível estimar, por exemplo, quanto será gasto em segurança durante o fim de semana.No entanto, sabe-se que o rei Charles insistiu que o evento tenha em conta a crise atual, continuando a tomar medidas para reduzir o custo desta mudança da monarquia e já prometeu iniciar uma era real financeiramente mais viável.Como exemplo desta abordagem, estará a redução de convidados para a cerimônia, a redução do percurso, a reutilização das coroas para a cerimônia, assim como de várias roupas históricas e de cadeiras históricas para a celebração.A cerimônia de coroação do rei Charles III e da rainha consorte Camilla ocorre neste sábado (6), na Abadia de Westminster, em Londres. Os britânicos vão ter direito a um fim de semana prolongado para festejar os novos reis, com um feriado extra na segunda-feira (8). O programa inclui não só a cerimônia, mas também com um concerto e ações de voluntariado.Este conteúdo foi criado originalmente em português (pt).versão original Compartilhe: