Pular para o conteúdo

PT quer relatório do arcabouço fiscal que desfigure menos a proposta do governo, diz Gleisi Hoffmann

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), deputada Gleisi Hoffmann, disse que algumas questões no texto final do marco fiscal preocupam o partido.A declaração foi feita após reunião do diretório do PT com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para discutir sobre o texto que irá para Câmara dos Deputados nesta semana. Segundo Hoffmann, o acréscimo de gatilhos, contingenciamentos, responsabilidade criminal do presidente da República e a diminuição na banda das despesas são os pontos no texto que preocupam a legenda.A presidente do partido também destacou que houve avanços no texto e acredita que ele possa ser votado nesta quarta-feira (17). “Nossa posição é de apoio a proposta que veio do governo e o PT não faltará ao governo. A gente quer que tenha um relatório que desfigure menos essa proposta”, afirmou Hoffmann.A deputada também se mostrou otimista em relação a negociação e acredita que o texto final não deve ter muitas alterações em relação a proposta do governo. “todos nós estamos dispostos a que dê certo, muitas vezes o que as pessoas falam é para melhorar o projeto”, disse Hoffman.Após a reunião no diretório do partido, Haddad foi para um encontro na residência oficial da Presidência da Câmara, onde o relator Claudio Cajado (PP-BA) apresentou seu relatório sobre a proposta a lideranças partidárias.*Estagiário sob supervisão de Afonso Benites Compartilhe: