Pular para o conteúdo

Lula indica que deve questionar novos pontos da privatização da Eletrobras

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva indicou neste sábado (6) que pretende apresentar novos questionamentos sobre a privatização da Eletrobras, após a Advocacia-Geral da União (AGU) ter entrado na véspera com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para elevar o poder da União na companhia elétrica.“Eu não entrei contra a privatização da Eletrobras, eu ainda pretendo entrar”, afirmou Lula ao ser questionado sobre o tema durante coletiva de imprensa em Londres, após ter participado da cerimônia de coroação do Rei Charles. Ao comentar sobre a ação da AGU, o presidente voltou a criticar o fato de que a União tenha que submeter à regra que impede os acionistas de deter poder de voto superior a 10% na elétrica, além da cláusula de “poison pill” no estatuto da companhia que dificulta uma recompra de ações da Eletrobras por parte do governo.Na véspera, a AGU pediu ao STF que conceda à União um poder de voto na Eletrobras proporcional à sua participação na elétrica, em ação subscrita por Lula.“O país precisa voltar a sorrir, é isso que eu quero, por isso que esses absurdos eu vou tentar desmontá-los.” Compartilhe: