Pular para o conteúdo

“Inflação do aluguel“ recua 1,13% na 1ª prévia de maio, diz FGV

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) , apelidado de “inflação do aluguel” por ser comumente usado como balizador de reajuste nos contratos entre locador e locatário, recuou 1,13% na primeira prévia de maio, após cair 0,90% na mesma leitura de abril. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (10) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).Segundo a instituição, a contração foi puxada pela deflação do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M), que recuou 1,74%, ante queda de 1,40% no mesmo período de abril. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) desacelerou de 0,30% para 0,10% entre as leituras. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M), por outro lado, acelerou de 0,51% para 0,64%, de acordo com a FGV. O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), apelidado de “inflação do aluguel”, recuou 0,95% em abril, após alta de 0,05% em março, informou nesta quinta-feira (27) a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em abril do ano passado, o IGP-M havia subido 1,41%.Com o resultado, o indicador acumula deflação de 0,75% em 2023 e de 2,17% em 12 meses. É a primeira vez que o índice apresenta deflação em 12 meses desde fevereiro de 2018. Compartilhe: