Pular para o conteúdo

Crédito para exportação entre Brasil e Argentina está sendo discutido, diz secretário da Fazenda à CNN

O secretário executivo do Ministério da Fazenda, Gabriel Galípolo, confirmou à CNN que os governos do Brasil e da Argentina discutem a criação de uma linha de crédito de exportação entre ambos países.Nesta terça-feira (2), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve se encontrar com presidente da Argentina, Alberto Fernández, para um jantar.Entre os assuntos tratados deve estar um pedido para o Brasil financiar a exportação insumos para a indústria argentina. O país está asfixiado financeiramente, sem dólares para comprar seus produtos básicos. Na quinta-feira (27), o Banco Central da República Argentina (BCRA) informou, em comunicado, que elevou sua taxa básica de juros em 10 pontos porcentuais, com isso a taxa de juro nominal anual das Letras de Liquidez (Leliq) em 28 dias foi de 81% a 91%.Fernández pode ser considerado o presidente mais próximo de Lula. Ele veio ao Brasil enquanto o presidente estava preso em Curitiba, comemorou sua eleição no ano passado e foi o primeiro líder que se encontrou com o brasileiro após seu retorno ao poder.No final de abril, o presidente argentino anunciou que não tentará se reeleger nas eleições gerais que o país sul-americano realizará em outubro deste ano.O kirchnerista comunicou sua decisão por meio de um vídeo de quase oito minutos publicado em suas redes sociais, no qual, além disso, relembrou aqueles que foram seus quatro anos de governo.Inflação nas alturasO Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Argentina, apontou uma inflação de 104,3% em março, na comparação anual. Na comparação com o mês de fevereiro, os preços estavam 7,7% maiores.O dado colocou o país no topo do ranking dos maiores índices de inflação entre os membros do G20, grupo formado pelas 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia. Compartilhe: