Pular para o conteúdo

Banco do Brasil não vai patrocinar Agrishow após ministro da Agricultura ser desconvidado

O Banco do Brasil vai retirar o patrocínio da Agrishow, maior feira de agronegócios do país, depois de o ministro Carlos Fávaro, da Agricultura, ser desconvidado pela organização do encontro. A decisão foi tomada depois de o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ter sido convidado e confirmar presença no evento.A informação da desistência do BB em patrocinar a feira foi publicada inicialmente pelo portal G1 e confirmada à CNN por fontes do Palácio do Planalto. O governo não divulgou qual foi o valor do patrocínio oferecido pelo banco.A avaliação do governo é que o desconvite foi uma “descortesia” dos organizadores da Agrishow e avaliou que houve uma mudança de caráter de um evento institucional do agronegócio para um ato de características políticas e ideológicas.Apesar de retirar o patrocínio, o BB vai participar do evento com seu stand de negócios. A presidente da instituição, Tarciana Medeiros, também desistiu de comparecer à feira. Na quarta-feira, em entrevista à CNN, o ministro Fávaro disse que não guardava rancor por não participar da edição deste ano do Agrishow.A organização do evento consultou o ministro se ele poderia participar do evento na terça-feira (2). O objetivo era tentar evitar um mal-estar com a presença do adversário político do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).Fávaro, que já tinha preparado discurso para a abertura da feira, disse ter entendido o recado e achou melhor não comparecer ao Agrishow neste ano.“Sem nenhum rancor, compreendo as entidades. Eu fui desconvidado talvez para evitar algum mal-estar. Foi pedido se não seria melhor eu ir no dia 2. Eu entendi o recado, compreendo. Em outra oportunidade, eu visito o Agrishow com muito carinho. Tudo no seu tempo”, disse. Compartilhe: