Pular para o conteúdo

Alta de custos pressiona e Carrefour Brasil registra prejuízo de R$ 113 milhões no 1º trimestre

O Carrefour Brasil registrou prejuízo líquido de R$ 113 milhões no primeiro trimestre deste ano, revertendo lucro de R$ 370 milhões no mesmo período do ano passado, impactado por elevação nos custos e investimentos para conversão de lojas adquiridas do BIG.Os dados foram publicados em balanço nesta terça-feira (2), após o fechamento do mercado.O resultado veio bastante abaixo do esperado pelos analistas. Dados da Refinity apontavam para um prejuízo de R$ 20,2 milhões. “Grande parte desse prejuízo foi explicada pelos investimentos que estão sendo feitos no BIG, que passam pelas linhas de despesas”, disse o diretor financeiro da empresa, Eric Alencar, a jornalistas. Ele foi eleito para o cargo no final de março.“Temporariamente, existe esse efeito, até porque estamos executando as conversões mais rápido do que prevíamos”, acrescentou ele.O Carrefour Brasil, dono da marca Atacadão, concluiu a compra do BIG em meados de 2022 por R$ 7,5 bilhões, mas, no mês passado, anunciou a redução no valor da aquisição em até R$ 1 bilhão devido a questões contratuais.A integração das empresas envolve a conversão de mais de 120 lojas, com expectativa atual de serem finalizadas no meio deste ano. A projeção inicial era que esse processo terminaria apenas no início de 2024.O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de R$ 1,04 bilhão entre janeiro e o final de março, queda de 16,8% na base anual.Analistas esperavam Ebitda de R$ 1,25 bilhão. Sem incluir o BIG, o Ebitda ajustado foi de R$ 1,25 bilhão, alta de 0,6% ano a ano.A margem Ebitda ajustada ficou em 4,3% no trimestre, contra 6,6% no mesmo período de 2022. Sem contabilizar os efeitos da integração do BIG, o indicador fechou o trimestre em 6,2%, em comparação a 6,6% um ano antes.As vendas consolidadas do grupo, que já haviam sido divulgadas no final de abril em caráter preliminar, somaram R$ 27,1 bilhões no primeiro trimestre, um aumento de 30,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Compartilhe: